Crentes, cristãos ou evangélicos
Rocha Eterna Bertioga

Nos dias atuais, creio que é muito importante sabermos que termos são estes que tanto ouvimos falar e nem sequer questionamos suas origens e significados.

Sempre me deparo com alguém me perguntando: "Você é crente?" ou "Você é evangélico?" e minha resposta tem sido sempre a mesma: "Não, sou cristão." Ora por que essa resposta? Não é tudo a mesma coisa? Não pra mim. Existem diferenças entre esses termos e é isso que quero explicar no decorrer deste texto.

De fato existe a palavra "crente" em inúmeras partes do Novo Testamento, dependendo da versão, a palavra se encontra como fiéis (Atos 16.1, 1 Coríntios 7.14, 1 Coríntios 9.5, 1 Coríntios 14.22, 1 Timóteo 5.16, 1 Timóteo 6.2), porém seu significado é muito vago, embora a palavra tenha sido associada aos que crêem em Cristo. Na realidade "os crentes" são todos aqueles "que crêem" ou "que tem fé ou crença religiosa" ou mesmo "que levam demasiado a sério as suas obrigações, as coisas em que se mete, e por elas tem entusiasmo, nelas acreditam" (Dicionário Aurélio), então quando alguém me pergunta se sou crente, na realidade a pergunta é se creio em algo. Quem não crê em algo hoje em dia? Até os demônios crêem (Tiago 2.19) e mesmo os que não crêem, crêem que não existe nada valoroso para se acreditar.

Para mim a palavra crente sugere uma atitude, a de crer, e não um título que define um estilo de vida e pensamentos.

Me questionei muito acerca da palavra "evangélico" e fiquei pensando a razão pela qual alguns nos chamam de evangélicos. Será porque pregamos o evangelho? E? Se pregássemos o Pentateuco (Gênesis, êxodo, Levítico, Números e Deuteronômio) como seríamos chamados então? Sabe, não cremos e pregamos somente o evangelho, mas toda a Bíblia.

Evangelho significa "doutrina de Cristo" e com certeza seguimos sua doutrina e ensinamentos, mas mesmo assim é uma expressão não tão direta como a que veremos a seguir.

Para começar quero definir a palavra "cristão": Cristão (Atos 11.26, 26.28, 1 Pedro 4.16) é a pessoa que se baseada nos ensinamentos, na pessoa e na vida de Jesus Cristo, ou seja, pequenos Cristos, reflexo do seu Senhor e Salvador, como diz a Bíblia, embaixadores (2 Coríntios 5.20) e qualquer um que foge desse aspecto, para mim, deixa de ser cristão. Alguns me perguntaram acerca de pessoas que se professam cristãos, mas não seguem a Cristo diretamente, minha resposta é: "Se não é como Cristo então não é um cristão". Inúmeras vezes em nossas atitudes diárias deixamos de sê-lo e isso acontece quando damos razão à carne e calamos a voz do Espírito Santo. Nesses momentos deixamos de seguir e viver como Ele viveu, são momentos rápidos e passageiros mas que passamos sempre.

Para mim, a palavra "cristão" nos dá uma identidade única, nos fornece algo que nem a palavra "evangélico" e nem a palavra "crente" nos dá. Nos dá a certeza a quem seguimos e de quem somos em Deus.

Em meados de 304 d.C., sob o controle do Império Romano, houveram pessoas que se apartaram do verdadeiro cristianismo com idéias que eram contrárias a Bíblia. Hoje, infelizmente, acontece o mesmo só que com um grupo de pessoas que se dizem seguidoras de Cristo porém suas atitudes são contrárias a seus ensinamentos. Pessoas essas que envergonham e mancham o nome do Senhor Jesus Cristo.

Por isso sempre me identifico como cristão, pois sigo e procuro fazer o mesmo que Cristo fez.

Escolha você como quer ser chamado ...

Fique na Paz,

Bruno Chagas

 


Parceiros

IFC - Instituto de Formação Cristã http://www.ifcbertioga.com.br
CNPJ: 011.104.046/0001-77
Av: 19 de maio 424 - Jd Albatroz - Bertioga - SP
Fone: (13) 3317-3314
2011© - desenvolvido por
Mentalle Sistemas Inteligentes